Posts do momento

O assalto do Ano

0 0


Acompanhado de uma belíssima mulher, o sujeito entrou na joalharia e mandou que ela escolhesse a jóia que quisesse, sem se preocupar com o preço.

Examina daqui, experimenta uma, depois outra, ela finalmente decide-se por um colar de ouro com diamantes e rubis. Preço: 5.225€

Pede para embrulhar, saca um talão de cheques e começa a preencher. Assina, destaca e ao estendê-lo, percebe a fisionomia constrangida e preocupada do vendedor enquanto examina o cheque.

O sujeito, então, num gesto de gentleman, toma a iniciativa:

- Vejo que está a pensar que o cheque pode não ter cobertura, não é? É natural, eu também desconfiaria! Afinal, uma quantia tão grande… Tudo bem, façamos o seguinte: hoje é sexta-feira e o banco já fechou, você fica com o cheque e com a jóia, na segunda-feira vai ao banco, levanta o dinheiro e manda entregar a jóia lá em casa desta senhora, ok?

Cheio de mesuras e agradecimentos pela compreensão, o vendedor encaminha o casal até a saída, desejando-lhes um bom fim-de-semana.

Na segunda-feira, o vendedor liga ao cliente para dizer-lhe que, infelizmente, deveria ter havido algum equívoco do banco pois o cheque não tinha cobertura.

Ouviu, então, uma voz meio sonolenta:

- Não há problema! Pode rasgar o cheque.... já tive o melhor fim de semana da minha vida com aquela mulher.

Partilhe este artigo

Portugal Glorioso 124 400 gostos
pessoas partilharam isto
Post Anterior
Prev Post
Post Seguinte
Next Post
Comentários Facebook
0 Comentários Blogger

0 comentários

Enviar um comentário