Posts do momento

Sócrates e os golos de Eusébio a caminho da escola

40 40




Ouvi hoje o ex-primeiro-ministro José Sócrates, no seu espaço de comentário político na RTP dizer que ouviu os golos do Portugal-Coreia do Norte quando ia a caminhar para a escola, pelas ruas da Covilhã. Como sei que ele tirou a Licenciatura a um domingo, lembrei-me de ir confirmar uma coisa. E, a ser verdade, então ele também tinha aulas ao sábado.
O jogo foi a 23 de Julho de 1966, às 15 horas.
E era um sábado...

Frederico Duarte Carvalho,
jornalista.

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
40 Comentários Blogger
Comentários Facebook
Mais comentários

40 comentários blogger

  1. Deixa cá ver. e ia a ouvir o jogo no walkman?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nah.... devia ser no "magalhães" da época... :)

      Eliminar
  2. Verdelhão: era Julho. Magusto só com castanhas congeladas.....

    ResponderEliminar
  3. Até à reforma de 1967 havia aulas ao sábado. E julho era mês de provas e estudo. Informe-se antes de criticar o seu ódio de estimação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. UI!!!! temos defensor acérrimo.... :)

      Eliminar
    2. deviam ser aulas a começar lá para as 4...

      Eliminar
    3. Eu não sei por quantas reformas passei, mas em 1982 ainda tive aulas ao sábado só de manhã.
      Quanto a ódio, ou é da rosa ou da laranja mas o cheiro é o mesmo.

      Eliminar
  4. Em 67 o homem tinha de estar na 3ª ou, na melhor das hipóteses, 4ª. classe - se tivesse entrado para a primária com 6 anos (em 1963 portanto) sem reprovar ano nenhum (sim, chumbava-se na primária). Se bem me recordo, as férias começavam em finais de Junho. As crianças tinham 3 meses de férias e as aulas começavam no início de Outubro. Na primeira semana de Julho eram os exames da 4ª. classe. A 23 de Julho se ele foi à escola seria por outra razão qualquer. Não é ódio, é pesquisa e memória, no caso dele é mero erro humano. O dec-lei 47 480 de 2/1/67 (Reforma de 67) não tem nada a ver com isto: http://www.dre.pt/pdf1s/1967/01/00100/00010004.pdf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Mundial foi em 66!

      Eliminar
    2. Pois foi. Mais uma razão. O que é que um puto da (vá) 3ª. classe ia fazer à escola em plenas férias às três da tarde?

      Eliminar
    3. O que é que a reforma de 67 tem a ver com este caso?, se o que se está a falar é de 23 Julho 1966?

      Eliminar
  5. Ahahahahahah...Boa resposta anónimo das 18:48. Até porque quando havia aulas ao sábado, e eu tive-as, eram apenas na parte da manhã.

    ResponderEliminar
  6. Era capaz de ir para a mocidade portuguesa. !!!!

    ResponderEliminar
  7. Até com nisto o homem faz filmes!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás com uma borracheira...

      Eliminar
  8. "Até com isto" Zé das 20.15

    ResponderEliminar
  9. Este gajo é mesmo um aldrabão encartado!. Mas ele acha que somos todos tótós????

    ResponderEliminar
  10. Mas está tudo parvo ou quê????? Eu tive aulas bem depois de 67 e tive aulas ao sábado...Foi na prepáratoria Fernando Pessoa dos Olivais entre 83 e 85 e pelo o que sei continou ainda por alguns anos... Deve ser só putos que lem esta treta...Nascidos nos anos 90....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão Nuno, lembro-me perfeitamente disso, e tínhamos aulas de manhã e de tarde! Depois escrevem estas coisas e nem se dão ao trabalho de verificar se podia ser verdade ou não!

      Eliminar
    2. Mas em 66, em fins de Julho, não tinhas. Estarias de férias.

      Eliminar
    3. Miguel Fernandes08 janeiro, 2014 14:37

      Nuno e Carlos, lá porque vós tivestes aulas na PREPARATÓRIA depois de 67 (depois da tal reforma em que o Salazar unificou o ensino pós-primário), presumis que a PRIMÁRIA de 1966 tinha aulas ao Sábado à tarde (nem que não fosse em período de férias)?... Que raio de argumentação! Quem é que está parvo?

      Eliminar
    4. E o pinoquio so sabe mentir mentiu a vida toda .E um falhado.

      Eliminar
    5. Tenho a idade do pinoquio, e lembro-me de já estar de férias na Figueira da Foz quando foi o mundial
      Na Covilhã tinham aulas ao sábado e licenciaturas ao domingo!! LOL

      Eliminar
  11. Eu também tive aulas ao sábado nos anos 70 e era de manhã mas nunca tive aulas em Julho e o jogo foi em Julho, logo, em período de férias.
    Portanto antes de criticarem aquele que apontou mais das (muitas) mentiras do aldrabão-mor que só quis compor o ramalhete para ficar bem na foto, analisem primeiro os factos para não serem vocês a passar por parvos.
    Aulas em Julho... só visto!!!

    ResponderEliminar
  12. Curiosamente já veio a público um colega dele que se lembra de ouvir o Jogo na rádio. Sim, na rádio. E que efectivamente era Sábado e que não tinha escola.
    Em que é que ficamos? LOL!

    ResponderEliminar
  13. Francisco Simões08 janeiro, 2014 19:23

    O mal de um povo é o julgamento público pelo que julgamos que outros são sem olharmos para nós. Alguém tem tão boa memória para, ao fim de quase 48 anos, se recordar exactamente de que cor tinha as cuecas? Sim, o homem poetizou, sim, acrescentou um ponto ao conto. E depois? Tenho-lhe um ódio grande, como governante, e é como governante que ele deve ser julgado, apenas por isso. Não foi eleito pelo diploma, nem pela verdade, foi eleito por uma votação que ninguém contestou e para a qual o diploma não era exigível, essa foi outra história. Como governante fez um mau trabalho e foi pago por isso. Odeio-o. Foi incompetente e desonesto, o salário que recebeu foi um benefício sem justa causa. Não merecia as mordomias que teve, nem as que consequentemente tem. Mas o facto que relatou não lhe traz qualquer benefício como trouxe a vontade da maioria votante deste país. Mas por isto não nos penetenciamos, é mais importante queimar na praça pública o desgraçado que vive na mentira, como cedo se soube, como uma bruxa do tempo da inquisição. Talvez isso nos torne maiores, ou menos culpados. Contem comigo nas urnas, mas para isto não. A vida particular de um mentiroso de facto não me interessa. Crescei, tende vergonha. A culpa não é deles, é nossa. Exclusivamente nossa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E no que dá as pessoas serem preconceituosas !
      Em 1966 havia aulas ao sábado de manhã, e à tarde existiam actividades escolares.
      Além disso, as férias escolares só começavam no final de Julho!

      Ou seja, no dia 23 de Julho, um sábado, Sócrates podia perfeitamente ir à escola àquela hora, e portanto não há qualquer razão para desconfiar da veracidade da sua história.

      Eliminar
    2. Francisco Simões08 janeiro, 2014 19:47

      Haver, até pode haver. Como já se disse por cá as aulas da primária acabavam no fim de Junho e ficavam os exames da 4ª. classe. Mas isso importa? O José Sócrates nunca mentiu? Se alguma vez mentiu, alguém continua a acreditar nalguma coisa do que diz? Pessoalmente só me interessa o prejuízo colectivo que causou voluntária ou involuntariamente, mas o que me incomoda ainda mais é que ainda há-de voltar a ser eleito por um povo que analisa muito bem a coscuvilhice no sofá mas incapaz de avaliar competência em lugar próprio. Acredito que se tivéssemos escolha o nosso melhor primeiro-ministro devia ser o Papa Francisco que se redimiu perante Deus e hoje vive sem mácula.

      Eliminar
  14. http://domingosamaral.com/115311.html

    ResponderEliminar
  15. Em 1966 quem estudava não tinha aulas em Julho. A partir de meados de Junho até princípios de Outubro, havia uma coisa chamada férias grandes!!

    ResponderEliminar
  16. Um kretino e mentiroso "que não vale um vintém":

    Um vintém é sempre um vintém, um mentiroso é sempre mentiroso, e um kretino é sempre um kretino. Neste caso, o kretino e mentiroso zequinha sokratino pintaínho (no tamanho de humanoide minorca, e na falta de caracter) será sempre o ladrão vilão e pavão pinosokratino ou pinosokretino (porque são sinónimos...) QUE NÃO VALE UM VINTÉM !!! .

    ResponderEliminar
  17. Voces nao percebem nada!!! o rapazito ia a caminhar para a escola porque tinha combinado encontrar-se no recrieo para brincar com os colegas, apesar de estarem de férias... entretanto passou por uma casa com telefonia e ouviu os golos..... foi isto ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nunca frequentei a escola da covilhã mas na minha era frequente irmos todos para o ringue da escola que embora tivesse rede tinha a porta sempre aberta, e claro não ia jogar a bola sozinho e aquilo que ouvi dizer é que ia para a escola, não para as aulas! não tínhamos outro sitio para ir...

      Eliminar
  18. http://domingosamaral.com/115311.html

    ResponderEliminar
  19. É pá tanto disparate que por aqui vai.
    O homem não disse que ia às aulas. Onde ouviram isso?
    É caso para dizer chiça penico, até parece o Correio da Manha, assim sem til, a fabricar notícias.

    ResponderEliminar



  20. Todos sabemos que José Sócrates é um homem seríssimo... e muito homem...





    :-)))))))))))))))))))))))


    ResponderEliminar



  21. Todos sabemos que José Sócrates é um homem seríssimo... e muito homem...





    :-)))))))))))))))))))))))


    ResponderEliminar