Posts do momento

Carta aberta a Belmiro de Azevedo

9 9

Caro Belmiro,

Eu sei que não vais ler isto, eu sei que até nem vais saber que isto existe, mas eu escrevo-te na mesma. Afinal, quase fomos camaradas, ou já não te lembras dos teus tempos da UDP? É que até sou do Bloco, sabes que a tua UDP hoje faz parte do meu Bloco.

Já não é a primeira vez, que nessa só tua confusão mental, insultas os portugueses. É contínuo e sistemáticos esses teus insultos baseados no credo de uma pessoa que parece ter fraca memória do passado, e o teu, meu amigo e camarada, é tão estranho e tão sujo, que quando tu vens falar de sucesso, dá-me vontade de dar gargalhadas.

Ainda me lembro quando as pessoas que tu insultas agora, te olhavam com olhos de orgulho, parecia que dava gosto de dizer que tu eras um empresário de sucesso, e és, mas quanto custou o teu sucesso? O insucesso de muitos daqueles, que durante décadas, foste esmifrando. O teu sucesso tem um nome, trabalhadores da SONAE, aqueles que tu elegantemente chamas …. Improdutivos. Mas sabes de quem é a culpa dessa pouca produção, é tua amigo, é tua. E sabes porquê? Porque no final do mês, tu insultas os teus funcionários com vencimentos degradantes, e isso paga-se com pouca produtividade.

Ainda te lembras quando passas-te a perna aos teus colegas da SONAE? Não desta, mas daquela Sonae que tu adquiriste à custa daquela greve em que eles foram na tua cantiga.

Quando tu, meu amigo, te fizeste passar por “Chefe” da Comissão de trabalhadores, e eles confiando em ti, foram na tua ladainha. Sabes que foi por causa deles que tu hoje tens o que tens? Sabes que se não fossem eles tu hoje eras reformado de uma empresa qualquer, e quem sabe, ex. dirigente sindical de uma empresa de termolaminados. Mas falas tu, meu amigo, de barriga cheia, porque conseguiste, à conta dos trabalhadores, essa fortuna que tens.

Falas tu de aumentos salariais. Mas há quanto tempo não aumentas os salários dos teus funcionários? É claro que estou a falar dos que trabalham regularmente, não daqueles que estão na tua empresa a parasitar como tu, administradores e directores, pessoas que nunca “sujaram” as mãos no trabalho, esses são como tu, esperam sempre ganhar à conta dos funcionários. Estou a falar daqueles miúdos que andam a por produtos nas prateleiras, até lixarem as costas, aquelas miúdas giras que são caixas, aqueles que estão atrás dos balcões a vender às comissões, aqueles que sujam as mãos. Pois, a esses não aumentas tu, dás prémios aos amigos e amigos dos teus amigos, dás prémios ao teu miúdo, como fosse ainda o puto que leva a mesada. Aos filhos dos outros, quem sabe daqueles que tu passaste a perna, não dás nada, só trabalho, e de vez em quando escravo.

Sabes, Belmiro, até compreendo quando pagas mal, pensas que eles, tal como tu, vão por o dinheiro à Holanda, para que a Troika, que tu tanto abençoaste, não lhe meta as mãos. Mas não Belmiro, não, os teus trabalhadores não podem. Eles com aquilo que tu pagas, têm de pagar as contas, e sem desconto ou abatimento no IRS, sim, porque tu ganhas muito desses abatimentos, graças à tua fundação.

Não quero que tu penses diferente, nem quero que tu te mates a pensar nisto, só peço que tu te cales de vez em quando, ou penses, no mínimo, antes de falares algo que te suje mais.

Sabes Belmiro, são os "improdutivos" que te vão comprar produtos ao Continente, Worten, Sport Zone e inúmeras empresas que tu tenhas, são os improdutivos que colocaram dinheiro na tua empresa a comprar-te obrigações, são os improdutivos que te compram telemóveis e carregam-nos deixando dinheiro na tua empresa. E achas pouco? Sabes, é que se estás tão bem assim agradece aos "improdutivos" que te deixam todos os dias parte da miséria de salários, que tu e outros como tu, pagam.

Não queiras tu ser mais papista que o papa, resume-te a tua insignificância e mesquinhês, eu e os "improdutivos", os que fazem o circo, os palhaços e outros abertamente agradecemos.

Sem mais cumprimentos,
Sandro Rodrigues

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
comentários blogger
comentários facebook

9 comentários blogger

  1. Oh Mario Miranda que postou acima! Por acaso já ouviu falar em empresas que distribuem seus lucros pelos trabalhadores? Há algumas em Portugal e muitas no mundo. E não é só os salários que conta, pois a contratação através de contratos precários é elevadíssima na Sonae. No fim tudo para a rua. Conheço pessoas que trabalhavam no Carrefour e que há alguns anos passou a Continente, e dizem que passaram do 100 ao 10. Isso de produtividade tem muito que se diga, vai estudar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe gatunos andam por todo o lado mas chimpanzés crápulas e parasitas estão as empresas cheios e em vez de mandar estuda as pessoas deveríamos era enfiar o dedo no cu a certas chefias que nas empresas usam o chicote em nome do patrão que é para serem os mais bonitos a culpa é nossa gostamos de por o dedo no cu e cheirar se não fosse assim punham os era o dedo no cu da chularia e dos partidos e dos Gajos que em nome da sindicância ofendem a democracia .......

      Eliminar
    2. Sr. Anónimo, SABE PORQUE É QUE A CARREFOUR ABANDONOU PORTUGAL ?
      Julgo que resposta está no "seu" 100 ao 10.

      Eliminar
  2. É de lamentar como os portugueses ainda conseguem fazer compras nas lojas do homem que os chama de improdutivos e vão lá deixar o pouco salário que recebem.E que ainda diz que para o país ir para a frente os salários deveriam ser ainda mais baixos este senhor com quem eu até simpatizava a partir de agora nem o posso ver nem ouvir . Senhor Belmiro acabas te de perder três famílias de clientes .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr. Antibelmiro, O Sr. acredita que os clientes da Sonae vão ou não vão às suas lojas porque gostam ou não do Belmiro? Se era lá cliente por gostar dele, acredite, era o único.
      Sabe qual o lema que incutem nos seus funcionários ? "O cliente está em primeiro". Não são os funcionários. O que lhes dizem é que se não houver clientes os funcionários não são precisos.
      Cumprimentos

      Eliminar
  3. Já admirei esse homem. Mas neste momento sinto é nojo e desprezo. Conheço muitas pessoas que trabalham nas suas empresas e sei os salários miseráveis que pratica. Ele tem uma funcionária de alguns anos no Continente de São João da Madeira que tem uma grave doença e para se poder tratar na Alemanha, como não tinha possibilidades financeiras, a população tem feito várias campanhas para a apoiar. Eu pergunto? Com quanto esse senhor contribuiu, ou melhor, se contribuiu. Já trabalhei no estrangeiro e posso garantir que as condições, os salários e principalmente a motivação por parte das entidades patronais são muito diferentes. Têm respeito pelas pessoas, coisa que falta a esse homem e a muitos patrões em Portugal. Neste momento também por minha parte perdeu mais uma família cliente.

    ResponderEliminar
  4. Nesse seu artigo está tudo dito. Parabens pela frontalidade.
    O Sr Belmiro diz que só devemos receber como os alemães quando produzirmos como eles. Ele já esteve na Alemanha? Até parece que não. Os alemaes (na sua maioria) são uns bebados, parasitas que se limitam a produzir meia duzia de porcarias que impoem e vendem aos preços que querem aos politicos corruptos dos outros países. Veja-se tantos produtos da industria farmaceutica vendidos para portugal a preços 5 e 6 vezes superiores aos que vendem para outros paises.

    ResponderEliminar