Posts do momento

Paulo Morais: Submarinos é um caso de regime, tem que ser esclarecido

3 3
Opinião de Paulo Morais sobre o caso dos SUBMARINOS, na RTP2 em 17 Outubro 2014.
"Isto não é apenas um caso de policia, é um caso de regime e tem que ser esclarecido (...)
Guterres, Rui Pena, Durão Barroso e Paulo Portas, têm que dar uma explicação cabal à sociedade portuguesa"

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
3 Comentários Blogger
Comentários Facebook

3 comentários blogger

  1. Um comentador europeu dizia a um canal francês esta semana: " Reparem o que aconteceu com o caso dos submarinos que envolve alemães, gregos e portugueses:
    -Na Alemanha prenderam 3 indivíduos, na Grécia prenderam 1 e em Portugal mandaram 1 deles para Presidente da Comissão Europeia e o outro é o Vice Primeiro Ministro do País. http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/paulo-portas-e-os-submarinos_15.html

    ResponderEliminar
  2. .Guterres nada comprou !!

    O pai dos submarinos seria Cavaco, pois é do tempo dele a vontade de a Armada restabelecer a capacidade. Creio que até deixou cadernos de encargos.
    Guterres lança um concurso. Houve um vencedor. O governo de Burroso e Portas anulam o concurso, refazem o caderno de encargos como se um fato por medida fosse para a Ferrostal. Lançam o dito, houve um vencedor, a Ferrostal. Encomendam, logo são eles que fazem a compra. Não pagaram, ficou para os vindouros.

    E tal como optaram por comprar, poderiam igualmente decidir não comprar.
    Afinal quem é o pai das latas !!

    Abaixo, a verdadeira tramóia, a teia bem urdida entre psd e cds para a divisão dos 63 milhões de comissões. As escutas a Celeste Cardona referindo-se a Portas, às latas, e ao escritório da Escom nas Amoreiras em conversa com Abel Pinheiro, são mais que prova que todos estão metidos até ao pescoço.

    www.tretas.org/DossierSubmarinos
    Dossier Submarinos; Pessoas Envolvidas; Organizações Envolvidas; Missão dos submarinos portugueses; Cablegate / Wikileaks; Contrato de aquisição dos ... Por: BrincaNareia.

    ResponderEliminar
  3. Só asneiras !!
    A bondade dos mesmos vinha desde Cavaco. Guterres não comprou nada, limitou-se a lançar um concurso todo ele orquestrado pela Armada. Quem comprou foi Burroso e Portas, anulando o anterior concurso e alterando as especificações até então requeridas pela armada, fazendo um fato por medida à medida dos alemães....e deles.
    Sabe porque foram os submarinos mais baratos !? Eu explico: vieram desarmados e sem dispositivos de tiro, além da classe de aço ter sido alterada. Depois, compraram-se os torpedos e os dispositivos de orientação de tiro, e mais tarde procedeu-se à rectificação de placas e perfis de aço que segundo dizem os alemães não tinham sido pedidos para este tipo de Atlântico (?!). Fácil !! Por : BrincaNareia. " Vitorino acabaria por deixar o Governo sem lançar o respectivo concurso internacional,o que só viria a ser feito pelo seu sucessor,José Veiga Simão,....ainda na vigência do XIII Governo Constitucional liderado por António Guterres "

    ( Nota complementar : Este concurso de 1998 foi anulado e aberto um outro na vigência do XV Governo Constitucional de Durão Barroso/Paulo Portas e que terminou com a compra de dois submarinos ao German Submarine Consortium - GSC. ) Por: Reis Nunes

    ResponderEliminar