Posts do momento

A mais inquietante questão do caso BES: Porque não há ainda contas congeladas nem património confiscado?

0 0


Num escândalo desta dimensão, que gerou um dano à sociedade de milhares de milhões, porque não há ainda contas congeladas nem património confiscado?

"BES, o Banco de regime jamais pode estar falido" video, zita paivaEste é um caso em que nada faz sentido. Em primeiro lugar, não se entende como foi possível o banco falir. Pois se o BES esteve sempre envolvido nos maiores negócios, como ficou sem dinheiro? Foi o banco das parceiras público-privadas, que lhe garantiram rentabilidades milionárias.

O grupo que lhe estava associado ganhou milhões nos casos "Monte Branco" e "Vargem Fresca", intermediou os subornos na venda de submarinos alemães a Portugal. No Brasil, foi a instituição liderante no escândalo de financiamento partidário "Mensalão". Foi ainda o BES-Angola, a par da sua associada Escon, que teve papel central nos negócios de petróleo de Angola e na lavagem de dinheiro das elites locais. Com tantos negócios obscuros, e por isso mesmo mais rentáveis, como chegou o BES à falência? Para onde foram os lucros destas actividades? Ricardo Salgado tem de revelar o rasto do dinheiro. E o Estado tem de o confiscar.

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
0 Comentários Blogger
Comentários Facebook

0 comentários blogger

Enviar um comentário