Posts do momento

«SUMA da Mota Engil, SUMA promiscuidade!» Paulo Morais

0 0
Paulo Morais

O Estado alienou a Empresa Geral de Fomento, líder da gestão de resíduos urbanos, com um volume de negócios anual de 170 milhões. No processo de privatização, o governo foi assessorado pela sociedade de advogados “Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva”.
O concurso foi ganho pela SUMA, da Mota Engil, cujos advogados são... os mesmos!
SUMA promiscuidade.

Paulo Morais,
vice-presidente da Associação de Integridade e Transparência

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
comentários blogger
comentários facebook

0 comentários blogger

Enviar um comentário