Posts do momento

A origem do nome dos Meses do Calendário

0 0
Tenho de admitir que este texto estava na gaveta há algum tempo. Há muito que queria falar sobre a possível origem dos nomes que usamos para diferenciar os vários Meses do Ano. Existem muitas teorias sobre a origem e significado de cada um desses nomes. Podemos afirmar que a influência Romana é incontornável, mesmo que outras culturas e povos possam ter alterado e modificado, à sua maneira, de acordo com os seus costumes e tradições, os nomes dos meses que actualmente usamos.


Apesar dos Romanos, enquanto cidade-estado, republica e Império, já façam parte da História, a sua influência permaneceu. À semelhança de outros episódios do passado, ao longo da História e um pouco por todo o mundo, muitos povos conquistadores acabavam por ser aculturados pelos conquistados, o que ocorria quase invariavelmente quando a cultura dos dominados era mais sofisticada e desenvolvida que a dos novos senhores. Isto aconteceu aos povos nórdicos invasores, quando formaram novos reinos a partir da imensidão do antigo Império Romano. Essa influência foi contínua ao longo dos séculos, sobrevivendo mesmo à queda de muitos desses reinos, também muito devido à influência da Igreja católica Romana (resquício do poder e organização política romana numa Europa fragmentada), que preservou alguns das características e legado cultural dos antigos romanos (O latim foi a língua oficial da diplomacia e dos tratados internacionais durante muitos séculos).

A origem Romana do nome dos Meses do Calendário

Então, cumprindo o propósito a que me predispus, aqui ficam algumas das possíveis origens para os actuais nomes dos meses do nosso calendário, tendo em conta uma génese romana:

Janeiro – Deriva do deus jano, o qual era representado com duas caras olhando o ani que se acaba e outra o que principia.

Fevereiro – de «februare», que significa purificar, por ser o mês durante o qual se celebram os sacrifícios expiatórios. O nome deste mês, antes do calendário de Júlio César (calendário juliano) era atribuído ao último mês do ano, e os sacrifícios realizados para pedir um bom ano.
Foi também Júlio César que retirou o primeiro dia a Fevereiro, tendo-o acrescentado ao mês em sua honra (Julho). Augusto fez o mesmo, acrescentando também um dia ao seu mês (Agosto). Dai o mês de Fevereiro ter, à excepção dos anos bissextos, 28 dias.

Março – do Nome do Deus Marte, deus da Guerra. Era nesta altura que se iniciavam as campanhas militares, pois era pouco usual combater no Inverno, dadas as limitações de manter e manobrar exércitos da antiguidade nessa época do ano (dificuldades de deslocação e de obtenção de víveres e forragens).

Abril – De «aperire», por ser a época em que a terra se abre para produzir seus frutos.

Maio – que vem de «Majore», nome dos senadores romanos, que neste mês começavam as suas sessões. Uma outra origem poderá ser a homenagem à Deusa Maia, uma antiga divindade da Primavera, de origem Itálica.

Junho – Nome da Deusa Juno /Hera), filha de Cronos (Saturno) e Gaia (Terra) e esposa de Júpiter (Zeus).

Julho – Do nome Julio César.

Agosto – do nome de César augusto.

Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro – querem dizer, respectivamente, sétimo, oitavo, nono e décimo, números de ordem que lhes correspondiam no calendário romano, o qual antes de Numa Pompílio, começava em Março e só se compunha de dez meses.


Bibliografia: Livro de curiosidades, da colecção retalhos, da editora Menabel

Micael Sousa
A Busca pela Sabedoria

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
comentários blogger
comentários facebook

0 comentários blogger

Enviar um comentário