Posts do momento

Resposta ao artigo de Daniel Oliveira 'O Triunfo dos Porcos'

9 9
f

Resposta de Nuno Rafael ao artigo de Daniel Oliveira 'O triunfo dos porcos'.

Tenha dó!
Então quer o Senhor dizer que jamais se pode responsabilizar uma comunidade (entenda-se como comunidade isso mesmo: partilha de valores, costumes tradições, cultura, religião, entre outras coisas...) por algo praticado por essa mesma comunidade!!!!!!!!!!!
Vai-me o Douto Senhor dizer que basta desmarcarmos-nos do que parte da comunidade faz para não sermos responsáveis pelos seus actos...Se no meu bairro eu vir um criminoso a planear e depois a agir e nada fizer, deixo de ter responsabilidade??? Onde está a comunidade islâmica a agir activamente contra isto??? Por ventura já viu a comunidade islâmica a denunciar madrassas clandestinas??? Ou tem dúvidas que isto que se passou em Paris é do conhecimento de todos os "responsáveis" da comunidade islâmica francesa???

Não peça a ninguém que não se radicalize, peça antes que seja activo! Os radicalismos só se param de uma forma radical, por inerência do próprio fundamentalismo (infelizmente). E quando eu vir a dita comunidade a agir com todas as suas forças para que isto acabe ficarei muito mais descansado do que com as suas palavras de circunstância. De outra forma continuaremos a ser vítimas da nossa própria inércia, ao permitirmos que se usem da liberdade que lhes oferecemos e contra a qual lutam, para nos afectar!

O que o Senhor está a dizer é que nunca nos devíamos ter unido radicalmente contra Hitler, porque foi realmente uma forma "radical" de lidar com a situação!!! Aliás... se calhar nem devíamos estar para aqui a discutir sobre isto, não estejamos a ofender alguém!!! Ou quer o Douto Senhor convencer-me que ficar indignado e querer eliminar esta escumalha da Humanidade é ser xenófobo?? Agora ter religião com ódio pelo próximo já é considerado etnia minoritária e digna de protecção, mesmo que os valores deles sejam contrários aos valores humanos??? Tenha dó!

Nuno Rafael

Partilhe este artigo

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post
comentários
9 comentários

9 comentários blogger

  1. Islão,Catolicismo,Cristianismo,Judaismo,etc,etc,etc........ qual destes matou mais e continua a matar?Qual seu denominador comum?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno Rafael09/01/15, 00:21

      O denominador comum chama-se radicalismo... e foi contra isto que me indignei. Radicalismo religioso não tem etnia, é ideologia. Infelizmente todas as religiões teimam em tentar ocultar as suas grandes falhas (veja todos os casos de pedofilia ocultados pelas instituição católica nos últimos cem anos). O problema é que a sociedade actual também teima no "politicamente correcto", esquecendo que isso é só varrer o lixo para baixo do tapete, como que se se ignorasse o problema durante muito tempo ele deixasse de existir!

      Eliminar
    2. Pelo texto não me parece indignado contra o radicalismo mas sim contra os mulçumanos! E sim, isso é xenófobia. Se o é, assuma-se não se escuse em palavras veladas.
      Além do mais o seu texto está preenchidos de meias verdades e enganos. Quer ver a comunidade mulçumanada contra estes grupos radicais, veja e leia noticiais que não sejam RTP ou CNN!!! Em que factos se baseia para dizer que toda comunidade islámica francesa sabia do que ia acontecer? A sua vontade de encontrar argumentos conta? Só pode ser! O resto é ignorância sua como a maior parte do mundo ocidental.
      Não tome a maioria pela acções de uma minoria, isso é uma velha táctica de quem já está contra à partida. Se conhecesse a comunidade islámica saberia o quão ignorante as suas palavras o fazem parecer! (AF)

      Eliminar
  2. Vejam este artigo, sobre o "politicamente correcto".

    http://portugalglorioso.blogspot.pt/2014/07/basta-chegou-hora-da-maioria-pacifica.html

    ResponderEliminar
  3. Quero la saber se sou ou nao xenofobo matava os 3 e tds os que tivessem essas tendencias se tivesse hipotse tal como fariam cmg pela sua religiao , ate pq ja o fazem por Divertimento! Vcs burros q ainda defendem tal ideologia como "terrorismo" so pa mostrarem que sabem falar bom portugues num comentario !! Se tivesses sido tu ou um parente teu a levar um bago na testa queria ver se ainda vinham com a historia de xenofobia

    ResponderEliminar
  4. Carla Pedro09/01/15, 19:35

    Para quem viva no anoninato mas a discutir assuntos de grande interesse publico é mt importante ver as noticias da BBC ou outros canais internationais para ñão se fazerem comentários que parecem pouco instruidos. Vivo no Reino Unico e trabalho quase todos os dias com colegas q practicam o Islão, e com colegas q - tal como muitos catolicos em Portugal - jà não practicam o Islão. Também tenho muitos clientes q practicam o Islão e de facto não conheço nenhum q concorde com estes ataques. Á de facto uma divisão muito grande neste momento entre os chamados Jihadist e a maoria dos muçulmanos moderados. Exemplo disso é o facto do Paquistão ter re-introduzido a pena morte para ligar com os fundamentalistas q mataram mais de 100 crianças numa escola. Também é verdade que mais de um ataque a ser planeado em Londres foi desmantelado porque as families denunciaram e informaram a Policia. Muitas communidades muçulmanas tb estão sem saber como lidar e como parar os jovens de serem radicalization.se algum dos senhores tiverem sugestões q não sejam sermos iguais aqueles que criticamos por favor participem de forma constructive.

    ResponderEliminar
  5. Olho por olho, dente por dente= estupidez por estupidez, ignorância por ignorância.

    Anónimo por anónimo.

    ResponderEliminar
  6. A inica coisa que sei e que sao todos estupidos mesmo e destes assasinos ha no islao , portugal, franca, alemanha , china , brasil cada um porque mutivo for relegiao , dinheiro , odio sei la eu so acho mas isso e so eu e que deviao era se matar a eles propios quando nao tao bem pena e de quem morre o resto que se lixe ...

    ResponderEliminar
  7. Palavras nojentas e assustadoras.... e acrescentando a um comentário a cima escrito, "violência por violência, porcos por porcos".

    ResponderEliminar