Posts do momento

Um terrorista deve ser tratado como CRIMINOSO

2 2


O triunfo dos porcos.

Um terrorista deve ser politicamente isolado e tratado como criminoso. Quem tire destes atentados conclusões mais gerais e as use como bandeiras está a fazer exactamente o oposto. Mesmo que involuntariamente, comporta-se como um aliado objectivo desta escumalha. O objectivo desta matança é radicalizar as opiniões públicas europeias, para que apoiem movimentos xenófobos, levando à radicalização dos muçulmanos que vivem na Europa. Tratar esta escumalha como representante dos muçulmanos é seguir um guião escrito por terroristas.

Daniel Oliveira

veja a Resposta a este artigo.

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
comentários blogger
comentários facebook

2 comentários blogger

  1. Então quer o Senhor dizer que jamais se pode responsabilizar uma comunidade (entenda-se como comunidade isso mesmo: partilha de valores, costumes tradições, cultura, religião, entre outras coisas...) por algo praticado por essa mesma comunidade!!!!!!!!!!! Vai-me o Douto Senhor dizer que basta desmarcarmos-nos do que parte da comunidade faz para não sermos responsáveis pelos seus actos... Se no meu bairro eu vir um criminoso a planear e depois a agir e nada fizer, deixo de ter responsabilidade??? Onde está a comunidade islâmica a agir activamente contra isto??? Por ventura já viu a comunidade islâmica a denunciar madrassas clandestinas??? Ou tem dúvidas que isto que se passou em Paris é do conhecimento de todos os "responsáveis" da comunidade islâmica francesa??? Não peça a ninguém que não se radicalize, peça antes que seja activo! Os radicalismos só se param de uma forma radical, por inerência do próprio fundamentalismo (infelizmente). E quando eu vir a dita comunidade a agir com todas as suas forças para que isto acabe ficarei muito mais descansado do que com as suas palavras de circunstância. De outra forma continuaremos a ser vítimas da nossa própria inércia, ao permitirmos que se usem da liberdade que lhes oferecemos e contra a qual lutam, para nos afectar! O que o Senhor está a dizer é que nunca nos devíamos ter unido radicalmente contra Hitler, porque foi realmente uma forma "radical" de lidar com a situação!!! Aliás... se calhar nem devíamos estar para aqui a discutir sobre isto, não estejamos a ofender ninguém!!! Ou quer o Douto Senhor convencer-me que ficar indignado e querer eliminar esta escumalha da Humanidade é ser xenófobo??? Agora ter religião com ódio pelo próximo já é considerado etnia minoritária e digna de protecção, mesmo que os valores deles sejam contrários aos valores humanos??? Tenha dó!

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo as palavras do Daniel Oliveira.

    ResponderEliminar