Posts do momento

A entrada da Guiné Equatorial na CPLP é a coisa que mais envergonhou a nossa diplomacia

0 0



Miguel Sousa Tavares analisa a presença da Guiné Equatorial na cimeira da CPLP, que decorre em Brasília.
"Estão sentados à mesa com um ditador e fazem de conta que está ali um democrata que nem fala português. A Guiné Equatorial é talvez o Estado mais corrupto e mais ditatorial do mundo."

***
Recordemos o que disse Miguel Sousa Tavares, Jornal da Noite (SIC) 28/07/14.

"Não sabia que a CPLP tem por vocação evitar o isolamento das ditaduras criminosas internacionais.
Não sei, nesse caso, porque é que a Coreia do Norte não há-de fazer parte da CPLP. Uma vez que ser ditadura não impede de pertencer à comunidade e não falar português também não impede, não sei porque é que não convidamos a Coreia do Norte. Também há grandes interesses económicos da Coreia do Norte que certamente vão além de cem milhões de euros investidos no Banif.
(...)
Não acredito que tenhamos vendido a lusofonia por cem milhões de euros: embora o País seja pequeno, a nossa dignidade não deveria ser assim tão barata. Mas houve uma falta de pudor total. Assistimos em Díli a um dos actos mais vergonhosos de toda a nossa história diplomática. É bom que os portugueses tenham consciência disso: foi um acto que só nos pode envergonhar. Gostaria de ouvir a oposição socialista dizer que, se for governo amanhã, expulsa a Guiné Equatorial da CPLP, como deve."

Partilhe este artigo

Post Anterior
Prev Post
Próximo Post
Next Post
0 Comentários Blogger
Comentários Facebook

0 comentários blogger

Enviar um comentário