Posts do momento

«Não me conformo com esta vilania» Moita Flores

0 0  ● API
Num País culto, civilizado, corajoso, esta gentinha iria prestar contas pelo desleixo, pela desorganização, pelas políticas erradas que, nas últimas décadas, deixaram multidões mergulhadas na maior desgraça.



DESCARAMENTO: Em menos de dois meses, morreram 80 pessoas, mais de uma centena ficou ferida, algumas dezenas estão hospitalizadas devido às tragédias que assolam Portugal. O País arde, demónio à solta sem freio nos dentes, destruindo milhares de hectares, a vida construídas por milhares de pessoas reduzidas a cinzas. No mesmo período, em Espanha, com clima semelhante, arderam 20 mil hectares. Aqui, já ultrapassou os 110 mil. Os bombeiros estão esgotados, não há noite nem dia, enquanto o fogo destrói o passado e corta horizontes de futuro.

Os discursos oficiais, quer no continente quer na Madeira (onde uma só árvores matou treze pessoas!) são do ardil e da manha política, passando culpas, adiando responsabilidades, não enfrentando com seriedade o sofrimento de tanta gente. É preciso descaramento para usar o argumento de que agora vivemos o luto e depois trataremos das responsabilidades, como se uma coisa tivesse a ver com a outra.

Não foi o Ministério Público, não foi a PJ, não foram os responsáveis pela segurança local e nacional que morreram nos incêndios ou debaixo da árvore. Estão vivos e exige-se que procurem responsáveis. Porém, em vésperas de campanha eleitoral, o cinismo tornou-se mais descarado e é revoltante ver a forma como se adiam ajudas, explicações, usando o País como de um curral de servos se tratasse. Usar o luto como desculpa, é a mesma coisa que pedir a uma brigada de homicídios que não investigue a morte de alguém porque a família chora o falecido.

Não me conformo com esta vilania. Num País culto, civilizado, corajoso, esta gentinha iria prestar contas pelo desleixo, pela desorganização, pelas políticas erradas que, nas últimas décadas, deixaram multidões mergulhadas na maior desgraça. Não há pachorra para tanto oportunismo!

Francisco Moita Flores

Partilhe este artigo

Facebook/Portugal Glorioso

127 mil pessoas gostam disto

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post
Comentários-Facebook
0 Comentários-Blogger

0 comentários blogger

Enviar um comentário