A luta contra a Uber não pode pactuar com o crime - Portugal Glorioso

A luta contra a Uber não pode pactuar com o crime


Ser fura-greves ou, pura e simplesmente, querer trabalhar, não deve implicar que sejamos ameaçados, agredidos ou que nos destruam um bem fundamental para o desenvolvimento da nossa actividade. A luta contra a Uber não pode pactuar com o crime. Afinal, quem será este cobardolas? Queremos descobrir quem é o atrevidote!

Partilhe este artigo

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post
Comentários