Banco Alimentar: Quem ganha com a campanha? - Paulo Morais

Quem ganha com a campanha do Banco Alimentar?

E, só no final, ganham as famílias que recebem alimentos.

Banco Alimentar: Quem ganha com a campanha? - Paulo Morais

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME:
Quem ganha com a actual campanha de recolha de alimentos para o Banco Alimentar? 

Em primeiro lugar, os SUPERMERCADOS E GRANDES SUPERFÍCIES, que aumentam significativamente vendas nos dias de recolha. Como as margens de lucro se mantêm, os resultados do Continente e do Pingo Doce disparam. 

Depois, ganha o ESTADO, que vê crescer, com o aumento de consumo, a receita fiscal de IVA. E, só no final... as famílias que recebem alimentos. 
 
Isabel Jonet, presidente do BA, promove comercialmente Continente e Pingo Doce. No mínimo dos mínimos, o "Pingo Doce" e o "Continente" (e outros...) deveriam devolver os lucros originados pelo acréscimo de facturação nos dias das campanhas. 

Ao Estado caberia devolver o IVA e auditar, com máximo rigor, a forma de distribuição dos alimentos. 
Paulo de Morais

Deixar um comentário

Seja bem-vinda a opinião que vier por bem.

Com tecnologia do Blogger.