«Alguma coisa de muito grave se passa no Novo Banco» | PG

«Alguma coisa de muito grave se passa no Novo Banco»

O que se passa, afinal, nesta instituição bancária?! (Joana Amaral Dias)



O Novo Banco sobrevive à conta de injecções de dinheiro público mas dá-se ao luxo de perdoar as dívidas ao Rei dos Cogumelos, como já tinha acontecido com a clínica Maló, entre outros. De resto, depois de já termos injectado 7 mil milhões no BES, Ricardo Salgado continua à solta.

Enfim, os contribuintes financiam os delinquentes financeiros que, por sua vez, sustentam alguns delinquentes empresariais que pululam por aí.

No meio disto, o Novo Banco parece um poço sem fundo e o Governo não está nada preocupado em fechar a torneira. Antes pelo contrário e até fez questão que a respectiva auditoria fosse reduzida aos mínimos e se tornasse quase inútil.

O que se passa, afinal, nesta instituição bancária?! Vamos ficando a saber de algumas notícias a conta gotas, como o facto do património do BES ter sido vendido ao desbarato (seguradoras, hotéis, imóveis) dando lucros chorudos aos fundos abutres.

Ou que umas dezenas de milhões decorrentes do processo judicial que estavam à guarda do Novo Banco desapareceram (o juiz Carlos Alexandre já ordenou a sua reposição). Vamos sabendo a espaços mas temos direito a saber tudo. Tudinho. Afinal, só agora vamos injectar nesta podridão mais 600 milhões. Certo?
- Joana Amaral Dias

video:

Com tecnologia do Blogger.