Dois terços do mundo foram descobertos pelos portugueses

Era dos Descobrimentos é a designação dada ao período da História que decorreu entre o séc. XV e o início do séc. XVII, durante o qual, inicialmente, portugueses, depois espanhóis e, posteriormente, alguns países europeus exploraram intensivamente o globo terrestre em busca de novas rotas de comércio. (Wikipedia)


Portugal - o país que mais contribuiu para o conhecimento geográfico da Terra. No espaço de um século, descobriu e explorou cerca de dois terços do mundo desconhecido.

Sabia que dois terços do mundo foram descobertos pelos portugueses? Provavelmente não sabe, mas é verdade. Foram os primeiros a chegar, trazendo novas de sítios desconhecidos que se julgavam inalcancáveis.

Investigaram. Experimentaram. Desbravaram, deixando o testemunho da sua presença. Desenharam mapas. Elaboraram os primeiros documentos escritos. Ajudaram ao nascimento de novos países.

Materializaram o sonho e modificaram a noção de distância. Fizeram crescer o comércio e o conhecimento científico. Em menos de 100 anos mudaram o mundo. A esse mundo deram novos Mundos.

Anteciparam a História. Foram os primeiros cidadãos do mundo. E se mais mundo houvesse, lá teriam chegado.
E se mais mundo houvera, lá chegara.
Camões - Os Lusíadas


Rotas e Descobertas dos Exploradores portugueses, Séc. XV e XVI.

  • Cabo Bojador - 1434
  • Equador - 1471
  • Cabo da Boa Esperança - 1488
  • Índia - 1498
  • Brasil - 1500
  • China - 1513
  • Austrália -1522
  • Califórnia - 1542
  • Japão - 1543
  • Nova Zelândia - 1550

Cabo Bojador - 1434

Gil Eanes transpõe o cabo Bojador (27º latitude Norte – Sara Ocidental) até então considerado como limite convencional do mundo.

Equador - 1471

1471/72 - João de Santarém e Pero Escobar descobrem as ilhas de S. Tomé e Príncipe e Ano Bom, explorando a costa africana até à foz do rio Niger, levando como pilotos Martim Fernandes e Álvaro Fernandes, avançaram até à Mina (a Elmina dos Ingleses). Primeiros navegadores europeus a passar a linha do Equador.

Cabo da Boa Esperança - 1488

Bartolomeu Dias descobre a passagem do Sueste, a África do Sul e o cabo da Boa Esperança. Desembarque na angra de S. Brás, Mossel Bay, 3 de Fevereiro e exploração da costa até ao rio do Infante (Gret Fish River).

Pero da Covilhã visita Cananor, Calecute e Goa na Índia (1488), Sofala, na costa oriental africana (Moçambique, 1489 e interna-se na Etiópia (1491).

Índia - 1498

1497/99 – Viagem de Vasco da Gama à Índia. Chegada à Terra do Natal (25 de Dezembro de 1497, a Mombaça (7 de Abril de 1498), e a Calecute (20 de Maio de 1498), Regresso a Lisboa (Agosto e Setembro 1499).

Brasil - 1500

09 de Março de 1500: Partida de Lisboa da esquadra de Pedro Álvares Cabral, composta por treze navios com destino à Índia para aí estabelecer relações comerciais com os reinos locais.

22 de Abril de 1500: Descoberta oficial do Brasil, Vera Cruz por Pedro Álvares Cabral quando seguia com a armada a caminho da Índia. (ver: História Concisa do Brasil).

China - 1513

Jorge Álvares chega à China (foz do rio Cantão).

Austrália - 1522

Cristóvão de Mendonça e Gomes Sequeira chegam ao continente australiano.
Segundo a agência de notícias Reuters, foi encontrado um novo mapa que prova que não foram os ingleses nem os holandeses que descobriram a Austrália, mas antes os navegadores portugueses. (ver aqui: Austrália descoberta por portugueses).

Califórnia - 1542

João Rodrigues Cabrilho, capitão português ao serviço de Espanha, explora a costa da Califórnia.

28 de Setembro 1542:
João Rodrigues Cabrilho, ao serviço de Espanha, saindo do porto mexicano de "Manzanillo", 90 dias depois de explorar o litoral setentrional da chamada "Nova Espanha", costa Oeste da América do Norte entrou numa grande baía a que deu o nome de S. Miguel, actual S. Diego, Califórnia.

Navegou ainda mais para Norte, vindo a falecer volvidos três meses numa ilha da região a 3 de Janeiro de 1543 aparentemente devido a uma infecção resultante da fractura dum braço.

Japão - 1543

Segundo o cronista Fernão Mendes Pinto, em 1543, Francisco Zeimoto, António Mota e António Peixoto foram os primeiros portugueses a atingir o Japão no dia 23 de Setembro.

Nova Zelândia - 1550

O português João Fernandes, ao serviço dos Reis espanhóis, descobriu oficialmente a Nova Zelândia.

tropicalia, edição e adaptação Portugal Glorioso.

ADENDA:
Alguns leitores dizem "já tudo existia, nada foi descoberto". Pois bem, quando se descobre um planeta esse planeta já existia, já lá estava. O mesmo se passou nos descobrimentos portugueses: trouxeram novas de sítios desconhecidos. Desenharam mapas, elaboraram os primeiros documentos escritos, ajudaram ao nascimento de novos países.

11 comentários blogger

  1. Eu também tenho orgulho de ser Português mas não vamos exagerar... a India, a China o Japão entre outros lugares já estavam '' descobertos'' quando os portugueses la chegaram.
    Deveríamos escrever sobre a razão que levou ao declínio de tao importante feito, a inquisição. Durou séculos em Portugal e foi o estabelecimento definitivo da dominação religiosa que levou a uma estagnação da educação que felizmente ( nunca é tarde) começou a mudar só no fim dos anos 70.
    Durante o período dos descobrimentos aproximadamente 10% da população portuguesa era Judia, banqueiros, matemáticos, comerciantes, conselheiros de vários reis, médicos, etc. etc...grande parte fugiram para Inglaterra, Holanda, Bélgica, França etc. e quem depois dos portugueses se dedicaram a colonizar outras terras? todos os países que nomeei.
    Matéria para meditar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho a sua resposta interessante.
      Sempre me preguntei como é possível que Portugal fosse um país tão forte e interessante em 1500 e agora seja com todo o respeito, muito fraco.
      O que aconteceu exactamente?

      Gostaria de estudar mais este assunto, algum livro sobre a sociedade portuguesa na epoca dos descobrimentos que me pudesse aconselhar? Obrigado.

      Eliminar
    2. Nas águas dos Navegadores portugueses,foram os expeditos holandeses que combatendo os Felipes que eram também Reis de Portugal,combatiam os portugueses que devido ao facto de serem oprimidos e explorados pelos castelhanos,e com a colaboração da Fidalguia portuguesa e da Igreja,como tal eram a parte mais fraca e assim os holandeses expulsaram os portugueses de várias Ilhas da Indonésia da Ilha japonesa Déxima,do Ceilão etc.Também os ingleses que eram mais numerosos e mais fortes,embora »aliados»de Portugal,usurparam muitas das terras e Ilhas que Portugal havia conquistado.Ao fim e ao cabo,foi praticada muita pirataria pelos portugueses e pelos holandeses,mas os maiores piratas foram os ingleses e os franceses.

      Eliminar
    3. Respondendo a "Anónimo18 Julho, 2014 22:39"
      Sendo História uma Ciência Humana, o melhor será pesquisar factos, ler e estudar os vários historiadores, nacionais e internacionais. Aconselho José Hermano Saraiva, Oliveira Martins, mas é muito aconselhável cruzar factos e os múltiplos pontos de vista.
      Quanto à pergunta, "Portugal, agora seja com todo o respeito, muito fraco.", não podia concordar menos, peço desculpa. Este é um povo que a cada desafio se supera. O que acontece é vivemos na era do marketing, e quem vende mais cultura são os países anglo-saxónicos, reinando o ponto de vista deles, é natural. Juntamos a isto, o facto de, recentemente, Portugal ter estado mergulhado durante 50 anos numa ditadura que atirou a população à pobreza e ao analfabetismo. Mas aqui é que passo a admirar mais, os meus pais e avós. Eles não baixaram os braços, e enquanto não foi possível a revolução, que veio a acontecer em 1975, eles literalmente escalaram fronteiras, descalços, analfabetos e esfomeados, mas não ignorantes. Foram para França, Alemanha, Brasil, Austrália, até onde puderam e mesmo sob estas condições, chegando a países desconhecidos, emigrantes ilegais, analfabetos, esfarrapados, hás-de concordar comigo, venceram. Hoje temos notícias deles, e seja de que país for, de pessoas bem-sucedidas, trabalhadores e empreendedoras. Aí no Brasil segundo os próprios brasileiros contam em tom de piada, venceram também. abrindo padarias ou o que for, mas venceram, superaram-se.
      Os que ficaram, conseguiram levantar-se também. Em 1985, 10 anos após o 25 de Abril, já o país mostrava sinais de crescimento e desenvolvimento e se tiveres oportunidade de nos conhecer hoje, conhecerás por ti mesmo a força de uma nação com quase mil anos de História.

      Eliminar
  2. Grande erro senhores, revejam sua pesquisa histórica e notarão que o apogeu da Religião coincide com a glória de Portugal, com o declínio da Igreja através dos tempos e culminando com o grande golpe do Vaticano II, Portugal viria a morrer
    Notem que sempre e em todo momento de crise estavam presentes os ingleses, pais da maçonaria e do sionismo.
    Pensem um pouco: quem tirou o Brasil do Reino, derrotou Dom Miguel, assassinou Dom Carlos, promoveu perseguição religiosa e destruiu o Império em 74?

    Uma só força fez tudo isso, pensem....

    ResponderEliminar
  3. Acabem com os tubarões e os corruptos....mas também a ideia matarem mais pessoas no mundo de uma maneira ou outra é uma guerra lenta à pessoas de vários países sem armas levando as pessoas à miséria. ......o futuro é máquinas a trabalhar e não homens. Ou o homem acaba com essa raça que nos quer destruir ou daqui a mais uns anos vamos ver muita gente a morrer na miséria.

    ResponderEliminar
  4. Há sempre quem pense que sabe mais que os demais. Há sempre pessoas com ideias destrutivas e que que ser pequenino, medíocre é melhor.

    ResponderEliminar
  5. Quantos invejosos/as e frustrados/as .Treinadores de sofá e políticos de café . Não gostam ? Comam só as batatas . Só gostam de samba e football .

    ResponderEliminar
  6. LEGAL ATÉ A CALIFORNIA O QUE SEI É QUE HÁ MUITAS TOPONIMIAS PORTUGUESAS MESMO DE LOCAIS QUE FORAM TOMADOS PELO CANAL E OUTROS O MAGALHÃES ATÉ TEVE UMA SONDA O HOMENAGEANDO EM VENUS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. TAMBEM TINHA UM LUGAR DA OCEANIA QUE VI NUM MAPA COM TOPONIMIA PARECIDA COM O PORTUGUES E FUI OLHAR E FOI MESMO DESCOBERTA POR TUGAS (NÃO LEMBRO SE A SERVIÇO DE ESPANHA OU PORTUGAL) MAS ELES ATRIBUEM A ETIMOLOGIA A IDIOMAS NATIVOS MAS É MUITA COINCIDENCIA PARECER UMA PALAVRA PORTUGUESA

      Eliminar
  7. ADENDA: Alguns dizem "já tudo existia, nada foi descoberto". Pois bem, quando se descobre um planeta esse astro já existia, já lá estava. O mesmo se passou em relação aos descobrimentos portugueses: trouxeram novas de sítios desconhecidos. Desenharam mapas. Elaboraram os primeiros documentos escritos. Ajudaram ao nascimento de novos países...

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.